Serviços  •  Associe-se  •  Fale Conosco

Se cliente não vai até a loja, a loja vai até o cliente

Arquivo em: Fevereiro/2018,Notícias

A Simbio, empresa de software de gestão, está reinventando uma prática comum no comércio: a de levar as roupas até a casa dos clientes.

Lojistas do ramo costumam preparar sacolas com peças das novas coleções e entregar na casa de consumidores fiéis. Dessa forma, eles podem experimentar as roupas no conforto do lar e no horário que for mais conveniente. 

Os clientes devolvem as peças que não foram de seu agrado e realizam o pagamento das que desejam adquirir.

Oferecer esse mimo para a clientela é bastante comum entre os pequenos comerciantes do setor de vestuário, mas envolve variados riscos.  Os principais são furto e avaria das peças.

Por essa razão, as sacolas não são oferecidas para todos os consumidores -apenas para os que têm uma longa relação com o estabelecimento ou que costumam gastar grandes valores.

A Simbio decidiu acrescentar tecnologia para transformar essa prática informal em uma nova oportunidade de negócios para os lojistas.

No final do ano passado, a empresa lançou a Simbio Bag, uma “sacoleira virtual” que ajuda os comerciantes a realizarem esse processo com mais segurança e eficiência.

Utilizando um modelo similar ao de reserva de carros e hotéis, em que um valor fica bloqueado no cartão de crédito dos clientes, a ferramenta permite que os lojistas ofereçam essa comodidade, mas evitando prejuízos.

Além disso, é possível realizar a gestão de estoque -que é dificultado pela mobilidade das peças – e agendar a entrega das sacolas. Os clientes também conseguem realizar o pagamento das peças com apenas alguns cliques. 

A Simbio Bag custa entre R$ 199 e 499 por mês, dependendo da quantidade de sacolas que a empresa deseja enviar.

INOVAÇÃO

Vinicius Dittgen, presidente da Simbio, acredita que a ferramenta pode inovar tanto no varejo físico, como online.

Uma das dificuldades dos e-commerces de roupas está relacionada à parte sensorial dos consumidores. “Muitos têm a necessidade de sentir a peça e provar antes de realizar a compra”, afirma Dittgen.  

De outro lado, as lojas físicas estão perdendo clientes que não têm mais tempo de ir até os shoppings e as ruas de comércio. Conveniência virou a palavra da vez para conquistar os consumidores.

A Simbio Bag pretende resolver os dois problemas: tanto dá apoio aos e-commerces aproximarem os clientes dos produtos, quanto as lojas físicas a oferecerem praticidade e comodidade para a clientela.

De acordo com Dittgen, a taxa de conversão do e-commerce de vestuário é de cerca de 1,7%. Nas lojas físicas o valor varia entre 40% e 60%.

“As chances de venda aumentam para 87% se o cliente levar a peça até o provador. Com as sacolas, é possível obter uma taxa de 90%”, afirma.

A ferramenta também permite que os lojistas conheçam melhor seus clientes e tenham controle de que peças eles preferem. Dessa forma, as próximas sacolas são adaptadas ao gosto de cada um dos consumidores.

A Simbio Bag foi destaque na Feira Brasileira de Varejo 2017, realizada em Porto Alegre, e foi reconhecida como produto mais inovador do evento.

A empresa também participou de uma missão do governo brasileiro na França para mostrar a ferramenta para o público estrangeiro. 

SACOLAS PERSONALIZADAS

Uma das marcas que utilizam essa tecnologia é a Trendt, que vende peças criadas pelo designer Renan Serrano em multimarcas e e-commerce.  

Serrano já utilizava o software de gestão da Simbio, quando a empresa lançou a ferramenta para as sacolas.

“Antes do Simbio Bag, o processo era muito complexo. Havia muitas variáveis, desde as informações sensíveis do cliente até suas preferências de consumo, o que nos deixava refém do conhecimento do vendedor. Agora temos tudo na nuvem”, afirma Serrano.

O empreendedor acredita que o serviço está sendo extremamente útil para os clientes que precisam de tempo e da opinião da família e dos amigos para adquirir novas peças.

Em 2017, as sacolas enviadas diretamente na casa dos consumidores representaram 50% do faturamento da Trendt.

A Simbio Bag já é utilizada por 30 lojistas. A expectativa de Dittgen é que até o fim do ano a ferramenta seja utilizada por mais de mil varejistas no Brasil e pelo menos 200 na França.

 

 

Fonte: www.dcomercio.com.br





Menu Title