Serviços  •  Associe-se  •  Fale Conosco

Presidenciável do PSD, Henrique Meirelles desembarca em Manaus quinta-feira (7)

Arquivo em: Dezembro/2017,Notícias
Show meirelles1

O ministro da Fazenda e presidenciável Henrique Meirelles desembarca na próxima quinta-feira (7) em Manaus, onde terá encontro com empresários locais, ministrará uma palestra e conhecerá de perto o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM). 

A vinda de Henrique Meirelles, que é membro do PSD, foi confirmada pelo senador Omar Aziz, presidente estadual da sigla, que tratou do assunto com o próprio ministro, por telefone, no início da tarde desta segunda-feira (4).  

O encontro do ministro com empresários do Amazonas deve ocorrer às 15h. No mesmo dia, pela manhã, outro membro do PSD, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, estará em Manaus para lançar um programa piloto que vai ofertar internet para o interior do Estado por sinal de satélite. O ministro vem para realizar palestra na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) sobre a economia brasileira e desafios futuros. 

Em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos, no Senado, no último dia 30, o ministro já havia anunciado interesse em conhecer o problema sobre a perda de incentivos para a fabricação de extrato de concentrados de refrigerantes no Polo Industrial de Manaus (PIM).

O problema começou quando a Receita Federal descaracterizou o concentrado para produção de bebidas como uma mercadoria única, classificada no NCM 2016.90.10, Ao atribuir classificação fiscal diferente da aprovada com base no PPB pela Suframa, reclassificou o kit do concentrado como “diversas mercadorias separadas”, eliminando a vantagem competitiva garantida pela Zona Franca de Manaus.

O presidente da Fieam, Antonio Silva, vai aproveitar a vinda do ministro Meirelles para apresentar os principais problemas que travam o desenvolvimento econômico do Estado, sobretudo das indústrias instaladas no PIM. Meirelles tem defendido que o País já saiu da recessão, pois após queda de 3,6% na produção já sinaliza para crescimento acima de 3%. Argumenta, contudo, que é preciso colocar o Brasil crescendo de forma sustentável. E uma das condições, de acordo com o ministro, é a aprovação da Reforma da Previdência.

Presidenciável

Mesmo sem admitir publicamente, Meirelles é dos nomes cotados para disputar a sucessão presidencial em 2018 e conta com a simpatia do mercado. Além de conhecer os meandros de Brasília, a experiência no setor privado – foi presidente do BankBoston e do Conselho da J&F, dos irmãos Batista – conta pontos a favor do ministro.

Meirelles, que adiou para o próximo ano a decisão sobre uma eventual candidatura, personificaria o ideário dos investidores. “No sonho, em condições ideais, o Meirelles seria o primeiro. O Meirelles não seria o candidato do mercado, o Meirelles seria o mercado”, diz Carlos Melo, cientista político e professor do Insper.

Os tucanos João Doria, prefeito de São Paulo, e Geraldo Alkimin, governador do Estado, contam com o apoio natural, pelo consistente discurso pró-privatizações e pela agenda reformista. Mas a incerteza em torno de quem será o presidenciável do partido provoca temor de pulverização de votos.

 

  Fonte: www.acritica.com




Menu Title