Serviços  •  Associe-se  •  Fale Conosco

Consumidor deve gastar R$ 92 com presentes

Arquivo em: Agosto/2017,Notícias

O consumidor amazonense pretende gastar, em média, R$ 92 com presentes para o Dia dos Pais, que acontece nesse próximo domingo dia 13 de agosto. A estimativa de gastos parte da Pesquisa de Intenção de Compra e Confiança do Consumidor Manauara, realizada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Amazonas (Ifpeam) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas  (Sebrae), em julho, com aplicabilidade para o mês de agosto.

O valor atual é R$ 12 mais alto do que a estimativa anterior  feita pela Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus que prevê gastos médios de R$ 80 por pessoa com presentes para os pais.

Por outro lado, o valor fica abaixo do que é estimado para todo o Brasil, pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), que foi de R$ 125 por pessoa.

O estudo aponta que os consumidores continuam pessimistas quanto ao consumo. Isso porque para 49,5% a situação financeira da família piorou, quando realizado o comparativo com o mês anterior, que nesse caso se trata de julho. Para outros 26,3%, a situação melhorou e para apenas 24,2% não houve alteração.

A estimativa também traça um perfil em que 94,5% dos consumidores acreditam que os preços dos produtos para o próximo mês estarão altos quando comparados com o mês atual. Entre eles, 77% dizem que conseguir um novo emprego continua um pouco ou muito mais difícil quando comparado ao mesmo período do ano passado, o que interfere no poder de compra. E, para 53,0% dos consumidores entrevistados, a economia amazonense para os próximos seis meses estará um pouco ou muito pior do que a atual.

A presidente da Associação de Lojistas do Amazonas Shopping (Alasc), Mecedes Martine, espera um crescimento econômico entre 1,5% e 2%. “É pouco, mas para quem estava apenas decrescendo e caindo, se tiver qualquer porcentagem positivo já é um bom resultado, então, já anima a população e o mercado a se empenhar e acreditar na data”, contou.

O sócio proprietário da franquia Mr. Kitsch, empresário Kenjiro Higashi, disse que às vésperas da data comemorativa a procura continua baixa.

A empresa está voltada diretamente para o segmento masculino com venda de roupas e calçados, mas ainda não começou a contabilizar vendas características do período, com um desempenho similar ao de 2016.

Mesmo assim, o crescimento esperado nas vendas é de 5% e um ticket médio de R$ 150 em compras de produtos de alta qualidade. A loja terá como atrativo promoções em produtos de grife que podem custar apenas R$ 39, nesse caso, camisas. “Tenho esperado que nesse fim de semana alavanque o movimento”, disse.

 

 

  Fonte: www.emtempo.com.br          




Menu Title